Sobre a SBC

Histórico

A Sociedade Brasileira de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria, e Sensoriamento Remoto - SBC foi fundada, em 28 de outubro de 1958, por deliberação unânime da I Reunião de Consulta sobre Cartografia e reconhecida de Utilidade Pública pelo Decreto Federal n0 88.747, de 26/09/1983, sociedade de âmbito nacional e caráter técnico-científico, sem fins lucrativos, com sede e foro na Avenida Presidente Wilson, 210 - 7ª andar, na cidade do Rio de Janeiro.

A SBC é uma das mais antigas sociedades técnico-científica em atividade no Brasil. Realizou 20 congressos de brasileiro de cartografia; sendo um de caráter internacional, em julho de 1984, o Congresso Internacional de Fotogrametria e Sensoriamento Remoto, com a participação de cerca de 80 países, integrantes da Associação Internacional de Fotogrametria e Sensoriamento Remoto. Teve participação fundamental na elaboração do novo decreto de reativação da Comissão Nacional de Cartografia - CONCAR, assinado através de decreto presidencial em 10 de maio de 2000.

Mantém excelente relacionamento com universidades federais brasileiras que possuem cursos de engenharia cartográfica, em nível de graduação, mestrado e doutorado, e outras que possuem cursos correlatos de áreas de cartografia, tais como: geografia, geologia, geomática, geodésia, agrimensura, topografia, ensino e formação de pessoal, engenharia civil e arquitetura, processamento de dados, sensoriamento remoto, cadastro técnico multifinalitário e gestão territorial, fotogrametra, hidrografia, sistemas de informações geográficas, meio ambiente, etc.

O principal objetivo da Sociedade está vinculado ao desenvolvimento dos estudos e pesquisas no campo da Cartografia, congregando pessoas e entidades nacionais, que se dediquem ou se interessem pelos temas cartográficos, em busca da cooperação mais estreita entre os diversos setores de atividade e um intercâmbio mais efetivo de dados e informações para a geração e disseminação do conhecimento, o espaço geográfico e as ciências da terra.

A SBC concede a título de incentivo os seguintes prêmios: Ordem do Mérito Cartográfico, Ricardo Franco e Iniciação a Ciência Cartográfica, Conde de Bobadela e Pêmio Livia de Oliveira.

Publica a Revista Brasileira de Cartografia e o Boletim da SBC.

É filiada a três organizações cartográficas internacionais:

  • ICA - Internacional Cartographic Association, desde 1899
  • ISPRS - Internacional Society for Fotogrametry and Remote Sensing, desde 1967
  • FIG - Internacional Federation Surveyors, desde 1675

Objetivos

Objetiva o XX Congresso Brasileiro de Cartografia o encontro entre técnicos nacionais e estrangeiros, buscando o intercâmbio de conhecimentos nos diversos ramos da Cartografia e ciências ou técnicas conexas.

A iniciativa da continuidade é uma proposta de se desenvolver paralelamente ao congresso brasileiro um evento internacional que facilite o reconhecimento de novas tecnologias e soluções avançadas para os problemas correntes da prática cartográfica. O temário para o evento pode ser resumido no conjunto de títulos das Comissões Técnicas permanentes da Sociedade, ou seja: Hidrografia, Geodésia, Astronomia, Topografia e Agrimensura, Fotogrametria, Sensoriamento Remoto e Interpretação de Imagens, Cadastro Técnico Multifinalitário e Gestão Territorial, Sistemas de Informação Geográfica, Formação Profissional, Ensino e Pesquisa.

Como eventos de curta duração dentro do Congresso, cita-se: III Concurso de Cartografia para Crianças, VIII Conferência Ibero-americana de SIG, V Encontro Gaúcho de Agrimensura e Cartografia, SIG-SUL 2001, Reunião da Coordenação Nacional das Câmaras Especializadas de Agrimensura do Sistema CONFEA-CREAS e o IV Simpósio de Cartografia Ambiental.

No atendimento de estudantes e profissionais interessados na reciclagem de conhecimentos, serão oferecidos cursos de 20 horas aula, sob os títulos de: Posicionamento com GPS - Curso Básico; Posicionamento com GPS - Curso Avançado; Cadastro Multifinalitário; Geoprocessamento e Sistemas de Informação Geográfica.

A relevância do evento pode ser avaliada por sua tradição, hoje de 40 anos. A comunidade cartográfica nacional o aguarda como marco e foro para as grandes discussões de interesse coletivo, como a política e estratégias do desenvolvimento da Cartografia Nacional.

Os Congressos têm sido marcados pelo lançamento de novos produtos e equipamentos na área da Cartografia, o que os fazem mais aguardados pelos profissionais interessados em se atualizarem. Em suma, o Congresso se valoriza na disseminação de novos conhecimentos em intercâmbio profissional, elementos garantidores do desenvolvimento da cartografia nacional. A expectativa é que 2.000 (dois mil) congressistas se reunam no Centro de Convenções da PUC, na cidade de Porto Alegre/RS.

Esta população será composta por profissionais, técnicos e pesquisadores da área cartográfica; estudantes e professores; empresários do setor de serviços e da indústria de aerolevantamentos. Espera-se uma população bastante diversificada quanto à formação acadêmica: engenheiros; arquitetos; geólogos; geógrafos; oceanógrafos; meteorologistas; enfim, profissionais que fazem da cartografia instrumento de investigação e análise.